domingo, 21 de outubro de 2007

O que se vê em Marte...#2 - Doc Lisboa [Cap. I]

Iniciei as festividades ontem com um documentário menos festivo: Convicções. É um bom título que pretende mostrar duas faces da mesma moeda, duas perspectivas, uma mais extremada do que a outra, penso eu (de que).

Se já tinha as minhas certezas, reforcei-as.
Claro está, cada um tem as suas convicções.
Continuo a achar que a Direita e a Igreja têm regras de um jogo muito preverso junto das pessoas, digamos, menos esclarecidas.
Acho que a Igreja não deve imiscuir-se com tanta intensidade neste tipo de questões, ou pelo menos, não influenciar as pessoas desta forma.
Achei de um mau gosto imenso a campanha do Não utilizar a música Tears in Heaven do Eric Clapton, com a ilustração de um bonito feto por trás e cantarem-na alegremente para uma plateia cheia de banderinhas do Não, "Pela Vida".

Houve um rapaz que disse o que penso, todos somos contra o Aborto. O Aborto deve ser a última escolha. Mas se há mulheres a escolherem-no porque não permitir que o façam em segurança?

Foi sempre este o meu argumento principal. E decidi, a certa altura, não discutir mais, já que as posições eram tão extremadas que iriamos todos entrar em conflito.

3 comentários:

manhã disse...

o doc lisboa é imprescindível, talvez nos encontremos por lá!

Martini disse...

:)

Mo disse...

n sei o que é o Doc Lisboa :/ já espreito
essa é a minha posição sobre o aborto
hmmm e agora a posição oposta??? :D