terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

"Will we receive without ever asking?"

Será possível o desejo nunca acabar? Como se fossemos um misto de tudo que não tem um fim, de tudo quanto é perene. Poderá haver qualquer coisa no patamar da indefinição, que nos impele a mover-nos sempre pelo mesmo, sem nunca abandonarmos o sentido, o propósito.
O que é isto que me faz continuar no mesmo movimento?
É abraçar o sentido das coisas com a convicção da certeza. É sabê-lo. Mas saber não basta. Como se faz para o movimento não parar? Não quero que pare, mas muitas vezes tenho dificuldade em correr atrás dele, para que não ande à minha frente. Quase que parece que fico sem fôlego, mas sem desistir vou continuar a correr. Procurei durante tanto tempo um movimento que agora que o encontrei não posso desistir. 
E sei que mais cedo ou mais tarde vou ter sem sequer pedir. É uma questão de persistência.

7 comentários:

manhã disse...

na minha opinião cota,a persistência é o segredo, é preciso persistir,no que em nós e para nós é evidente e essencial, isso conta. correr atrás de um cometa, de um sonho, de uma pessoa, nã.

manhã disse...

o que quero dizer é que se corre atrás de um cometa ou de um sonho, mas não atrás de uma pessoa. c'est ça!

Martini disse...

Achas que nao se corre atrás de uma pessoa, manhã?
Bem que descrédito na pessoa humana, não será?

manhã disse...

ó martini, correr atrás de uma pessoa é penoso e quase sempre inútil. porque se a apanhamos ficamos na dúvida, se de facto a pessoa queria ou não ser apanhada e isso mói, se não a apanharmos ficamos feridos de morte e isso mata, logo...o melhor é mesmo correr atrás de sonhos porque esses são mesmo assim nunca nos desiludem.ai que posição mais cota, olha às vezes quando corremos atrás de alguém é um sonho que procuramos e se essa pessoa faz parte do sonho então bale!

Mo disse...

correr atrás de uma pessoa faz-me pensar no final do livro os maias de eça de querióz :DDDD

a frase "E sei que mais cedo ou mais tarde vou ter sem sequer pedir. É uma questão de persistência." quer dizer: deixa-te estar quieta que as coisas vêem ter contigo?

é que essa dicotomia deixa-me sempre a pensar como burra na ponte

Mo disse...

é que eu não consigo ficar quieta e/ou nada vem ter comigo?

ou nada vem ter comigo vs eu nunca estou quieta?

Martini disse...

Mo tocaste aí num ponto engraçado!
Porque apesar do que digo também nbao consigo estar muito quieta!